Blog dos Livros

Decisões no mundo de hoje

29/07/2022 08:55 - por Mildo Fenner

O   volume   brutal  de  mudanças e  revisão  de paradigmas  dessa nova sociedade efêmera na qual vivemos gera  uma epidemia  de decisões equivocadas. Há falta de critérios  na ação e  na reação perante  as novidades que chegam em ritmo frenético. É como se, de repente,  a quantidade de decisões gerasse uma indigência crítica  e míope da realidade, com falta de nexo em quase tudo.

Diante   disso,   resta a  questão: de que maneira podemos guiar  nossas ações  pelo uso adequado  dos critérios que temos   e tomar decisões acertadas? É disso que se ocupa “Vítimas do critério” (Editora Alta Books, 280 páginas), de autoria do publicitário e administrador de empresas, Walter Longo.

Segundo o autor da obra, temos hoje muito mais liberdade e multiplicidade de opções,  mas esse grau exponencial de liberdade trouxe como consequência  a necessidade de se tomar  decisões sobre tudo, o tempo todo. E isso cria toda uma nova geração que pode ser considerada  vítima do próprio critério.

A partir desta nova configuração mediada  pela tecnologia, tomar decisões  tem se tornado um ato bem mais complexo. Como as situações em que vivemos ganharam novas nuances, saber gerenciar  o tempo demanda sabedoria e um intenso exercício de autonomia,  mas, conforme diz o autor,  como estamos atolados pelas pendências cotidianas acabamos desconhecendo   ou não tendo um critério adequado  para usar quando somos chamados a  decidir.

Walter Longo tem mais de 40 anos de carreira  profissional e tornou-se especialista na relação entre comunicação e inovação, bem como no uso da tecnologia na sociedade. É empreendedor digital,  palestrante internacional, membro  de vários conselhos empresariais e sócio-diretor da Unimark Comunicação.  Como executivo,  comandou grandes empresas brasileiras.

Definindo-se como irrequieto pensador e articulador de novas ideias,  Walter  é influenciador do Linkedln, com mais de 600 mil seguidores. Foi eleito por quatro vezes o melhor profissional do ano do Prêmio Caboré e foi também premiado com o título de Personalidade  do Marketing Direto.

Articulista  de múltiplas publicações,   escreveu, entre outros, os livros “O marketing na era do nexo,” “Marketing  e Comunicação na era pós-digital,”  “O fim da idade média e o início da idade mídia,” “Insights para um mercado em transição”  e “Trilema digital.”

Trecho:
“É aquela velha história,  é mais simples decidir sobre o que fazer quando temos poucas, ou limitadas, opções. Ao nos depararmos com infinitas possibilidades, hesitamos, ficamos incertos  sobre qual delas será melhor,  mais adequada para nossos interesses. Saber o que eu quero de mim e qual a expectativa que tenho sobre a projeção de minha imagem sempre foram questões  fundamentais em nossas vidas. Essas condições, contudo, ganharam  mais relevância  com a dinâmica social  e  a tecnologia deste século.”
(página 147)
        
A PROFISSÃO DE ATOR    
Em mais de 60 textos curtos, “Sobre a profissão de ator”, concebido por Werner Hecht,  a ser brevemente lançado no país, é uma obra que vai trazer uma grande contribuição para a formação dos profissionais do teatro no Brasil, em especial para as montagens de Brecht.  A obra esclarece muitos pontos sobre um dos mais inovadores dramaturgos da história.

NOVO LIVRO DE MICHELE  
Está    marcado    para    15  de    novembro  o lançamento mundial do novo livro de Michelle Obama, ex-primeira dama dos Estados Unidos. Vai se chamar “Nossa luz interior: superação em tempos incertos” e a expectativa  do mercado editorial é grande. O primeiro livro de Michele, “Minha história,” foi traduzido para 50 idiomas e  vendeu mais de 17 milhões de exemplares  desde seu lançamento, em 2018. É o maior best-seller em língua inglesa escrito neste século.

Leituras:
“Se eu   gosto de poesia? Gosto de gente, bichos, plantas, lugares, chocolate, vinho, papos amenos, amizade, amor.  Acho que a poesia está contida nisso tudo.”
(Carlos   Drummond   de Andrade (1902-1987), poeta, farmacêutico, contista e   cronista   brasileiro,   considerado  por muitos o mais influente poeta e cronista do século XX).

Destaques:

DE PAI PARA FILHO 

\
Autor: Alcione Sortica        

Escritor gaúcho, nascido  em Cachoeira do Sul, Alcione Sortica  tem contos, poesias, crônicas e ensaios literários  em antologias, coletâneas, jornais, revistas e  sites. Publicou, entre outras obras, “Cacos do tempo,” “Peneirando estrelas,” Beira de açude,” “Um ponto no tempo” e “Plenilúnio.” Recebeu diversas premiações, como o Troféu  Carlos Drummond de Andrade. 
Edições Caravela. 159 páginas.   
                                                          
ANO NOVO E  TEXTOS ESCOLHIDOS

\
Autora:  
Fernanda Blaya Figueiró    

Nascida em Cachoeira do Sul, integrante da Academia Cachoeirense de Letras, Fernanda Blaya Figueiró  formou-se em Pedagogia  em 1991. Em 2005, colaborou  com a fundação da ALVI –Associação Literária de Viamão, como sócia fundadora e primeira presidente. “Ano Novo e textos escolhidos” é uma novela que tem o centro de Porto Alegre como pano de fundo. Este foi seu primeiro livro. 
Editora Evangraf.  70 páginas.              

(As obras apontadas  no Blog dos Livros  podem ser encontradas   junto à Revistaria e Livraria Nascente,  na Rua Saldanha Marinho,   1423, Cachoeira   do Sul)          

\

25/11/2022 08:47

Histórias para dormir

18/11/2022 08:58

Sátira sobre o Brasil

11/11/2022 09:41

Obra premiada

28/10/2022 08:59

Sensível e comovente

21/10/2022 08:30

História de sucesso

30/09/2022 09:40

Amor à música

23/09/2022 09:05

Para pensar o Brasil

09/09/2022 08:42

Mulheres entre luz e sombra