Blog da Nutricionista

O que vem embutido nos embutidos

23/08/2022 10:00 - por Liziane Figueiredo

Carne processada é aquela que passa por alguma transformação (salga, cura, defumação ou outro processo para realçar o sabor ou aumentar o tempo de validade). Entre as carnes processadas estão bacon, presunto, linguiça, salsicha, salame, peito de peru, peito de frango, blanquet e mortadela.

As substâncias adicionadas como conservantes (nitritos e nitratos), grandes quantidades de sal e substâncias presentes na fumaça do processo de defumação aumentam os riscos de desenvolvimento de câncer de intestino (cólon e reto).

Em 2015 a Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou as carnes processadas no grupo 1 de carcinogênicos. Isso significa que já existem evidências suficientes que relacionam o consumo destes produtos com a incidência de câncer. 

Nesta mesma classificação estão carcinógenos conhecidos, como tabaco, amianto e fumaça de óleo diesel. Ainda de acordo com a OMS, as carnes vermelhas em geral (boi, porco, carneiro e bode) estão consideradas como carcinógeno provável devido à evidências limitadas de que a carne vermelha aumenta o risco de câncer.

A relação entre o consumo de embutidos e aumento de risco de câncer não é novidade. Contudo, a mudança de estilo de vida da população, com diminuição do consumo de comida de verdade e substituição cada vez mais frequente por lanches e embutidos tem aumentando muito a incidência da doença.

Uma alimentação saudável, baseada no consumo de alimentos de todos os grupos, especialmente frutas e verduras que contêm vitamina C e outros antioxidantes, é bem documentada e muito importante na prevenção do câncer. 
O consumo de embutidos deve ser evitado, substituindo-os por alimentos ou preparações caseiras baseadas em alimentos in natura. 

Na hora do lanche, as carnes processadas podem ser substituídas por queijos brancos, ovos, frango desfiado, pastas preparadas com grãos (como grão-de-bico) ou vegetais (como berinjela), por exemplo.

Em relação às carnes vermelhas, a recomendação é que seja ingerida até duas vezes na semana, podendo ser substituída, nos outros dias, por carnes brancas, ovos e outras combinações de alimentos com valor proteico semelhante, como arroz com feijão.