Agosto dourado do aleitamento materno

02/08/2022 15:21 - por Liziane Figueiredo



Desde 1992, quando a Organização Mundial da Saúde (OMS), em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) criaram o Agosto Dourado, o mês de agosto é todo dedicado ao incentivo ao aleitamento materno.

A OMS orienta que o leite materno deve ser o único alimento oferecido ao bebê até os 6 meses de idade. A partir dos 6 meses pode ser oferecida alimentação complementar, com a manutenção da oferta de leite materno até os dois anos, sempre que possível.

Inúmeros estudos comprovam a superioridade do valor nutricional do leite materno quando comparado a outros alimentos e os benefícios do aleitamento materno, entre eles: diminui a incidência de infecções respiratórias e de diarreia, reduz o risco de morte súbita, diminui o risco de alergias, de desenvolver excesso de peso, hipertensão e diabetes. 

Além disso, o aleitamento materno fortalece o vínculo da mãe com seu bebê e é gratuito. Por isso é tão importante estimular o aleitamento e proporcionar às lactantes apoio em relação às dificuldades que podem ocorrer durante a amamentação.

A iniciativa da OMS/Unicef de promover o aleitamento materno e estabelecer o Hospital Amigo da Criança contou com a elaboração de dez passos para o sucesso da amamentação que devem ser instituídos em estabelecimentos de saúde que oferecem serviços obstétricos e de cuidados a recém-nascidos e puérperas. 

PARA SABER MAIS
Os 10 passos para o sucesso da amamentação

1. Ter uma norma escrita sobre aleitamento, que deveria ser rotineiramente transmitida a toda a equipe de cuidados de saúde

2. Treinar toda a equipe de cuidados de saúde, capacitando-a para implementar esta norma

3. Informar todas as gestantes sobre as vantagens e o manejo do aleitamento

4. Ajudar as mães a iniciar o aleitamento na primeira meia hora após o nascimento

5. Mostrar às mães como amamentar e como manter a lactação, mesmo se vierem a ser separadas de seus filhos

6. Não dar a recém-nascidos nenhum outro alimento ou bebida além do leite materno, a não ser que tal procedimento seja indicado pelo médico

7. Praticar o alojamento conjunto – permitir que mães e bebês permaneçam juntos – 24 horas por dia

8. Encorajar o aleitamento sob livre demanda

9. Não dar bicos artificiais ou chupetas a crianças amamentadas ao seio

10. Encorajar o estabelecimento de grupos de apoio ao aleitamento, para onde as mães deverão ser encaminhadas por ocasião da alta, no hospital ou ambulatório

ATENÇÃO
Nesta segunda-feira o Ministério da Saúde lançou a campanha Nacional de Incentivo à Amamentação. Este ano o tema é “Apoiar a amamentação é cuidar do futuro".