Blog da Nutricionista

Importância da alimentação saudável para a saúde do idoso

21/09/2022 15:47 - por Liziane Figueiredo

As alterações biológicas associadas ao envelhecimento interferem na saúde e na nutrição das pessoas idosas. Mudanças como redução da capacidade funcional, alteração de paladar (pouca sensibilidade para os sabores primários como salgado e doce), alteração no metabolismo e modificação da composição corporal podem afetar o estado nutricional do idoso. Presença de doenças crônicas e fatores relacionados à situação socioeconômica e familiar também influenciam no consumo alimentar desta população.

A oferta de uma alimentação adequada é fundamental para a prevenção e/ou manejo de doenças crônicas associadas ao envelhecimento. Além disso, manter a saúde em dia é extremamente importante para a independência da pessoa idosa e seu convívio familiar e na sociedade. 

A alimentação deve ser colorida e variada, utilizando temperos suaves e evitando os picantes, que podem provocar desconforto abdominal. Recomenda-se o consumo de verduras, frutas e legumes, pois sua ingestão está associada a proteção contra catarata, doenças respiratórias e diferentes tipos de câncer.

Alguns idosos podem ter dificuldades de deglutição, nestes casos é importante evitar alimentos que contenham duas consistências diferentes ao mesmo tempo, como por exemplo sopa com pedaços de alimentos. Neste caso, o melhor é optar por sopa batida ou toda líquida. 

O cuidado com a saúde bucal precisa ser estimulado, pois auxilia na preservação da capacidade mastigatória, evitando que as refeições sejam restritas a alimentos facilmente mastigáveis. Além disso, a higienização é fundamental para identificação dos sabores dos alimentos.

PARA SABER MAIS
Manual dos 10 passos da alimentação saudável para a pessoa idosa desenvolvido pelo Ministério da Saúde

1º Passo
Faça pelo menos três refeições (café da manhã, almoço e jantar) e dois lanches saudáveis por dia. Não pule as refeições

2º Passo
Inclua diariamente seis porções do grupo dos cereais (arroz, milho, trigo, pães e massas), tubérculos como a batata, raízes como mandioca/ macaxeira/ aipim, nas refeições. Dê preferência aos grãos integrais e aos alimentos na sua forma mais natural.

3º Passo
Coma diariamente pelo menos três porções de legumes e verduras como parte das refeições e três porções ou mais de frutas nas sobremesas e lanches.

4º Passo
Coma feijão com arroz todos os dias ou, pelo menos, cinco vezes por semana. Esse prato brasileiro é uma combinação completa de proteínas e bom para a saúde.

5º Passo
Consuma diariamente três porções de leite e derivados e uma porção de carnes, aves, peixes ou ovos. Retirar a gordura aparente das carnes e a pele das aves antes da preparação torna esses alimentos mais saudáveis.

6º Passo
Consuma, no máximo, uma porção por dia de óleos vegetais, azeite, manteiga ou margarina.

7º Passo
Evite refrigerantes e sucos industrializados, bolos, biscoitos doces e recheados, sobremesas doces e outras guloseimas como regra da alimentação. Coma-os, no máximo, duas vezes por semana.

8º Passo
Diminua a quantidade de sal na comida e retire o saleiro da mesa.

9º Passo
Beba pelo menos dois litros (seis a oito copos) de água por dia. Dê preferência ao consumo de água nos intervalos das refeições.

10º Passo
Torne sua vida mais saudável. Pratique pelo menos 30 minutos de atividade física todos os dias e evite as bebidas alcoólicas e o fumo.