Um jardim especial

29/04/22 às 09h00



A    escritora  inglesa  Frances Hodgson Burnett (1849-1924), nascida em Manchester, Inglaterra,  escreveu mais de 50 livros,  entre eles romances para adultos, peças teatrais, poemas, um livro de memórias e romances para crianças,  entre eles “O pequeno lorde” (1886), “A princesinha” (1905)  e “O jardim secreto” (1911).

Ela viveu profissionalmente como escritora  desde muito jovem e teve seus livros publicados tanto na Inglaterra quanto nos Estados Unidos, países onde viveu. Na época,  muitos de seus livros e peças teatrais  tiveram boa recepção de público.

Foi    com    “O   jardim  secreto” (286 páginas, R$ 53,90), agora com edição de luxo da Editora Martin Claret, que Burnett se tornou mais conhecida mundialmente. Neste romance,  a autora trata da retomada da vida  de duas crianças mimadas e infelizes por meio de um jardim abandonado e  da amizade com outra criança,  mostrando uma harmonia com a vida rural,  com as plantas e com as criaturas silvestres.

A consagração do livro  veio após a morte da autora. Segundo os estudiosos da obra, o fato se deve à inexistência, até meados  da segunda metade do século XX, de uma literatura  dedicada exclusivamente aos jovens. Naquela época, os leitores jovens   preferiam livros clássicos sobre aventuras, como “Os três mosqueteiros,”  de Alexandre Dumas, ou “Robinson Crusoé,” de Daniel Defoe.  As meninas  gostavam de livros que ensinavam  como ser uma boa dama, como “Pollyana” e “Pollyana Moça,” de Eleanor Porter.

Quando, porém, a literatura infanto-juvenil  passa a se consolidar, protagonizando, como neste caso,  uma história  de uma órfã que quer desvendar  o mistério de um jardim secreto,  a obra passou a ter voos inimagináveis, tornando-se um clássico. 

Trecho:
“Colin enrubesceu, triunfante. Ele acreditava que ficaria bom,  o que significava mais da metade da batalha ganha,  embora não tivesse consciência disso.  E o pensamento que o estimulava mais do que todos era o de imaginar como seu pai ficaria quando visse que tinha um filho tão ereto e forte  como o filho de qualquer outro pai.  Uma das piores penúrias dos dias passados de mórbida doença era o ódio de ser um menino doente  com as costas fracas,  cujo pai tinha receio de encará-lo.”
(página 240)
        
DEVORANDO LIVROS     
Juliana Cerqueira é uma booktuber com mais de 300 mil  seguidores  e  acaba de lançar o romance “Vivendo nas entrelinhas” (Editora Outro Planeta, 256 páginas, R$ 52,90), que conta a história de Heloísa, uma professora de História casada há algum tempo com Guto. Com a mudança para outra cidade, o casal faz novos amigos e vida nova.  Mas ela enfrenta crises  e como válvula de escape devora livros. Daí sua vida muda totalmente. 

MISTÉRIO EM AGATHA   
Um   dos    maiores    campeões   em vendas da escritora Agatha Christie está sendo relançado agora: É “A morte de Mrs. McGinty” (Editora HarperCollins, 240 páginas, R$ 49,90), escrito em 1952. Apresenta uma trama intrincada, a respeito do assassinato de uma senhora com as suspeitas voltadas ao seu inquilino. Agatha Christie (1890-1976) escreveu 80 obras, sendo uma das maiores vendedoras  de livros de todos os tempos, sempre voltados ao mistério. 

Leituras:
“Lute    com    determinação, abrace a vida com paixão, perca com classe e vença com ousadia, porque o mundo pertence a quem se atreve e a vida é muito bela para ser insignificante.”
(Charles Chaplin (1889-1977), ator comediante, diretor, compositor, roteirista, cineasta, editor e músico britânico. Um dos mais famosos atores do cinema mudo, notabilizado pelo uso da mímica e da comédia pastelão).

Destaques:
A ODISSEIA DE PENÉLOPE

\
Autora: Margareth Atwood                     

A história de Penélope, que é, conforme a “Odisseia” de Homero,  filha do rei Ícaro de Esparta  e prima da bela Helena de Troia, retratada como esposa fiel por excelência,  é agora contada em nova versão  pela escritora Margaret Atwood, no livro “A odisseia de Penélope.” Margaret Atwood  escreveu mais de 50 livros,  sendo publicada em 45 países.  Sua obra mais conhecida é “O conto da aia,” que foi adaptado em uma premiada série de televisão.
Editora Rocco. 127 páginas.  R$ 29,90. 
    
CURA PELA LUZ INTERIOR

\
Autora:
Barbara Ann Brennan                            
   
O livro traz informações novas sobre o campo de energia humano,  mostrando como utilizar sua energia criativa para manifestar fisicamente o que você deseja na vida e o conduzindo a uma viagem ao chamado quarto nível, o mundo astral, um plano invisível que exerce um efeito profundo sobre nós e nossos relacionamentos. A autora relata experiências de sua vida e  de  seu trabalho como agente de cura profissional. 
Editora Pensamento. 400  páginas. R$ 29,90.           

(As obras apontadas  no Blog dos Livros  podem ser encontradas   junto à Revistaria e Livraria Nascente,  na Rua Saldanha Marinho,   1423, Cachoeira   do Sul)            

\

13/05/22 às 09h40

Os labirintos do poder

06/05/22 às 08h35

Transformando vidas

22/04/22 às 13h05

Uma mulher extraordinária

16/04/22 às 09h45

A guerreira de lampião

01/04/22 às 08h42

Garantindo o futuro financeiro

25/03/22 às 08h45

Uma história épica

18/03/22 às 08h25

O Incomparável Elton John

11/03/22 às 08h35

Uma História Trepidante

04/03/22 às 08h15

Um Brasil desconhecido

25/02/22 às 08h20

O Encanto de Viver