Blog dos Livros

Debates sobre o sionismo

02/09/2022 09:13 - por Mildo Fenner

Lançamento      da    Editora Contexto, “O que é antissionismo? (e é uma forma de antissemitismo?”  (144 páginas, R$ 29,90), de autoria  de Henri Stellman, examina em detalhes, de forma abrangente e  sistemática, o polêmico tema da relação entre antissionismo e antissemitismo. Em linguagem acessível, o autor apresenta, primeiro,  os fundamentos do antissionismo, tomado como um fenômeno global. Em seguida,  se debruça especificamente sobre o tópico da relação entre antissionismo e antissemitismo e depois analisa os meios usados pelos   militantes.

O antissionismo –a oposição  ao sionismo e  ao Estado de Israel- tem recrudescido  em uma velocidade de tirar o fôlego,  gerando debates acalorados no mundo inteiro. Faltam, porém,   discussões aprofundadas que toquem em pontos  sensíveis  nesta questão.

Imagens    da   bandeira de Israel  em chamas  e palavras de ordem têm se disseminado  em ambientes os mais diversos, incluindo os corredores  das Nações Unidas, as praças públicas do Oriente Médio, os campi universitários  e as matérias de veículos  de comunicação de massa. As várias ideologias e seus principais proponentes  são discutidos uma a uma na obra. Uma seção inteira é dedicada à análise  dos meios e  discursos usados pelos ativistas e autoridades internacionais nos mais diversos momentos históricos. O autor compartilha definições, lista de recursos, questões de revisão, exercícios  de treinamento e pontos de discussão para embasar seus argumentos.

Diante  da polarização  política e social e  do uso de Israel,  ora como bode expiatório  e ora como objeto idealizado,  por parte de partidos de todo o aspecto  político, o livro é uma importante colaboração para qualificar  o debate e ajudar a delimitar comportamentos e ideologias.

Henri Stellman, natural da Bélgica, possui bacharelado  e mestrado em Política Internacional e doutorado em Ideologias do Antissionismo. É autor de vários  artigos acadêmicos e não acadêmicos, publicados em periódicos. 

Trecho:
“A campanha  contra o sionismo  e o Estado   de Israel tem abrangido  múltiplas  esferas da sociedade  nacional e  da arena internacional. As principais áreas em que tem sido mais ativa são: meio acadêmico, universidades, sites, redes sociais, televisão, rádio, jornais, artes, cultura, esportes, sindicatos, religiões, política, instituições internacionais, direito, escolas, arquitetura, medicina e  entretenimento.”
(página 117)

        

FENÔMENO LITERÁRIO 1   

Ao lançar seu 25º. Livro, “O poder da cura,” pela Editora Petra, o padre Reginaldo Manzotti se consagra como o ocupante do primeiro lugar dos principais rankings nacionais de vendas de livros. Ao todo,  já vendeu 6,4 milhões de exemplares de livros no Brasil e no mundo. 

 

FENÔMENO LITERÁRIO 2     

Sacerdote, escritor, músico, compositor,   cantor e apresentador de rádio e tv, padre Reginaldo Manzotti é antenado   com as mídias digitais.  Tem mais de 7,3 milhões de seguidores  no facebook, mais de 4,4 milhões de seguidores  no instagram, mais de 3,34 milhões de pessoas inscritas  em seu canal do Youtube, 715 mil seguidores no Twitter e mais de 300 mil em seu canal Vevo.  Seu portal recebe mais de um milhão de acessos por mês. Sacerdote que evangeliza pelos meios de comunicação, o padre apresenta  programas de rádio e televisão que são retransmitidos e exibidos em 1680 emissoras do país, além de outros países  como Inglaterra, Estados Unidos, Portugal, Espanha, Angola, Paraguai, Bolívia e Uruguai. 
 

Leituras:

“Quem   não lê, aos 70 anos terá vivido  só uma vida: a sua. Os que leem terão vivido cinco mil anos. Ler é uma imortalidade  de trás para frente.” 
(Umberto Eco  (1932-2016),  escritor,  filósofo, semiólogo, linguista e  bibliófilo  italiano, notório   autor  de romances, entre eles, “O nome da rosa”  e “O pêndulo de Foucault”).

 

Destaques:
1822   -EDIÇÃO JUVENIL ILUSTRADA   
 


Autor: Laurentino Gomes         

Nesta versão juvenil do premiado livro “1822”, o escritor Laurentino Gomes traz também aos jovens leitores a chance de embarcar  numa viagem surpreendente  rumo à Independência do  Brasil –como muitos adultos já fizeram na versão  original da obra.  Paranaense de Maringá e seis vezes ganhador do Prêmio Jabuti,  Laurentino Gomes é autor  de “1808,” sobre a fuga da família real  portuguesa para o Rio de Janeiro; “1822,” sobre a Independência do Brasil; e “1889,” sobre a proclamação da República. Formado em Jornalismo  pela Universidade Federal do Panamá, é membro titular da Academia Paranaense de Letras. O livro apresenta ilustrações feitas pela gaúcha de Porto Alegre,  Rita Bromberg. 
Editora Globo Livros. 252 páginas. R$ 49,90.     
                 
PENSANDO COMO CHURCHILL  


Autor:
Daniel Smith                                      

Uma das grandes figuras da história  moderna, Winston Churchill liderou  seu país da hora mais sombria –isolado e  enfrentando uma possível invasão-  até o auge, enquanto dava ao mundo o tempo e  o espaço necessários para derrotar os exércitos de Hitler. Este livro convida o leitor a explorar a  abordagem única de Churchill para lidar com os profundos  desafios  políticos de sua época  e traça as ideias e influências díspares que ajudaram a moldar a  sua personalidade. O autor trabalha na área editorial  como escritor, editor e pesquisador de não ficção.  Já escreveu “Pensando como Mandela,” “Pensando como Obama” e “Pensando como Da Vinci,” entre outros. 
Editora Culturama.  175  páginas.  R$ 29,90.            

(As obras apontadas  no Blog dos Livros  podem ser encontradas   junto à Revistaria e Livraria Nascente,  na Rua Saldanha Marinho,   1423, Cachoeira   do Sul)       

                  

25/11/2022 08:47

Histórias para dormir

18/11/2022 08:58

Sátira sobre o Brasil

11/11/2022 09:41

Obra premiada

28/10/2022 08:59

Sensível e comovente

21/10/2022 08:30

História de sucesso

30/09/2022 09:40

Amor à música

23/09/2022 09:05

Para pensar o Brasil

09/09/2022 08:42

Mulheres entre luz e sombra