DA ÁFRICA PARA O BRASIL

O escritor brasileiro Laurentino Gomes  recebeu diversos prêmios  com a série “1808,” “1822” e “1889”  e agora dedica-se a uma nova trilogia  de livros sobre a história brasileira. A  escravidão e  seu profundo  impacto na formação do Brasil e da sociedade em que vivemos é, desta vez,  o tema. 

Em “Escravidão, volume  II” (Editora    Globo Livros, 512 páginas, R$ 59,90),  Laurentino   concentra-se no século XVIII, auge do tráfico negreiro  no Atlântico, motivado pela descoberta das minas de ouro e diamantes no Brasil e pela disseminação, em outras regiões da América,  do cultivo da cana-de-açúcar, arroz, tabaco, algodão e outras lavouras  marcadas pelo uso intensivo de mão de obra cativa. 

Num período de apenas cem anos, mais de  seis milhões de   seres humanos foram  traficados da África para o Novo Mundo.  O Brasil sozinho   recebeu um terço desse total, cerca de dois milhões  de africanos escravizados.  É  considerado também o período mais decisivo na construção da África  brasileira, pela introdução  de novos hábitos  e costumes que teriam profundas  influências na vida nacional, incluindo a culinária, o vestuário, as festas e danças, os rituais religiosos e o uso dos espaços públicos. 

No século XVIII, conforme o autor,  essas transformações podiam ser observadas em variados aspectos, como a família escrava, as alforrias, a  escravidão urbana, as festas, irmandades  e práticas religiosas, a assimilação, as fugas, rebeliões e  os movimentos de resistência. 

Composta por uma série de ensaios e reportagens de campo, a obra é resultado  das leituras, pesquisas e observações feitas pelo autor ao longo de seis anos em viagens por doze países e três continentes.  O volume inicial, lançado em 2019, cobriu um período de mais de 250 anos,  desde o primeiro leilão de cativos africanos em Portugal, em 1444,  até a morte de Zumbi dos Palmares, em 1695. 

O terceiro volume, previsto para 2022,  será dedicado  ao movimento abolicionista, que resultou na Lei Áurea de 13  de maio de 1888, e ao legado da escravidão,  que, nas palavras do escritor, ainda hoje assusta e  emperra a caminhada dos brasileiros rumo ao futuro.

Sete vezes ganhador  do Prêmio Jabuti de Literatura, paranaense de  Maringá, onde nasceu em 17  de  fevereiro de 1956, Laurentino Gomes é formado em Jornalismo  pela Universidade  Federal do Paraná. Trabalhou como repórter  e  editor para vários órgãos de imprensa do Brasil, incluindo o jornal “O Estado de São Paulo” e a  revista “Veja.”  

A   revista  “Época” elegeu Laurentino uma das 100 pessoas mais influentes do país,  pelo mérito de conseguir vender em um ano mais de meio milhão de exemplares de livro da história do Brasil.  É titular  da cadeira de número dezoito da Academia Paranaense de Letras.

Trecho:
“Uma cena constrangedora causou perplexidade entre os convidados   de um casamento a  ser realizado  no dia 30 de outubro de 1820 na freguesia de Pouso Alegre, sul de Minas Gerais. Os noivos eram Joaquim Crioulo e Feliciana, ambos escravos do fazendeiro  Antônio José de Lima. Tudo corria bem até a hora decisiva do “sim.”  Perguntado pelo padre se era de sua livre e espontânea vontade  que se casava, Joaquim respondeu afirmativamente.  A noiva, porém,  disse o contrário.  Alegou que chegara até ali “obrigada pelo seu senhor a  casar,  e que não consentia,  nem tinha desejo de semelhante matrimônio.” Em seguida,  revelou que, antes de sair de casa, o fazendeiro  a  advertira  a não contrariar suas ordens. Se, diante do altar,  ela afirmasse que não queria se casar, ele a castigaria asperamente.”
(página 333)
    
PARA SE APAIXONAR 
De autoria da jornalista Stéfanie Sande, “Virgínia” (Editora Cálida, 128 páginas, R$ 32,72)  é um livro que fala sobre o ato de se apaixonar. Segundo o escritor Luiz Antônio de Assis Brasil, que faz a apresentação, a obra é leve e profunda ao mesmo tempo. A história é narrada por Ariel,  uma jovem que se vê em meio às incertezas presentes na vida da sua geração,  que vai aos poucos revelando uma delicada e profunda paixão por Virgínia. 

LIDANDO COM ABUSOS 
João  é um jovem negro e gay que convive com o pai homofóbico, agressivo e abusivo. Ao conhecer Akin e  receber seu afeto, entra em um processo de liberdade. De autoria do jornalista e produtor cultural Marlon Souza, “O silêncio que a chuva traz” (Editora Malê, 188 páginas, R$ 42,00) mostra que é importante não desistir da luta, apesar de todas as forças negativas da vida. 

Leituras:
“Oh! Bendito o que semeia
Livros... livros à mão cheia...
E manda o povo pensar!
O livro caindo n’alma
É germe –que faz a palma,
É chuva –que faz o mar.”
(Castro Alves, poeta brasileiro, representante da terceira geração romântica no Brasil,  conhecido como “Poeta dos Escravos,”  patrono da cadeira número 07 da Academia Brasileira de Letras)

Destaques:
ONDE TERMINA O RIO

\
Autor:
Charles Martin

O livro convida o leitor a embarcar em uma intensa viagem alimentada por devoção, amor e união, capazes de transcender tudo. Após 14 anos de casamento, Abbie enfrenta uma doença  terminal. Sempre ao seu lado, Doss une-se a sua esposa em uma terrível batalha pela vida dela. Quando Abbie  elabora uma lista de dez coisas que gostaria de fazer antes de morrer, o marido faz tudo para ajudá-la a concretizar  os seus desejos. O autor foi professor e mestre em Jornalismo e doutor em Comunicação. Mora com a sua família na  Flórida e hoje dedica-se exclusivamente à literatura.
Editora Record. 443 páginas.  R$ 15,00. 

MENTIRINHAS INOCENTES

\
Autora:
Lauren Conrad

A autora é a estrela do programa mais famoso  da MTV, “The Hills,”  e protagonizou o reality show “Laguna Beach.” Ela iniciou a carreira de estilista  em 2008,  e foi capa de várias revistas do ramo. “L.A. Candy” foi o primeiro  livro da série, que fala sobre o reality show dentro e fora da telinha. A história é de Jane Roberts, que depois de entrar no disputadíssimo  mundo das celebridades de Holywood precisa  aprender a  gerenciar a própria imagem.
Editora Galera. 301 páginas. R$ 15,00.          

(As obras apontadas no Blog dos Livros  podem ser encontradas   junto à Livraria Coralina, na Rua 7  de Setembro, 578,  Cachoeira do Sul) 

30/07/21 às 08h50 Blog dos Livros

O ANJO MUSICAL

23/07/21 às 08h32 Blog dos Livros

A CELEBRAÇÃO DO LIVRO

09/07/21 às 08h40 Blog dos Livros

INICIATIVAS NA PANDEMIA

02/07/21 às 08h30 Blog dos Livros

LOBÃO – O INTENSO