PARA MULHERES

Com   cerca de 40 livros publicados, professora universitária no Brasil com pós-doutorado na França, artigos e colunas em jornais e revistas em todo o país e especialista em História do Brasil,  Mary Del Priore escreveu “Histórias e Conversas de Mulher” (Editora Planeta,  301 páginas, R$ 29,90),   em que discorre  sobre a mulher  brasileira,  como evoluiu e  se revolucionou  desde os tempos da colônia portuguesa aos dias atuais.

Em seu livro, ela explica  que foram necessários  mais de 200 anos  para que as mulheres  conquistassem direitos  que permitem a livre expressão e o exercício da cidadania: votar, usar anticoncepcionais, divorciar-se, ir à praia de biquíni, ocupar cargos de alto escalão em empresas  multinacionais  e  muitas outras coisas. Foram mudanças difíceis, em que muitas foram mortas por querer trabalhar fora de casa ou por fumar ou assistir a programas feministas de televisão. 

A vida das mulheres no Brasil Colônia era bem diferente da nossa, explica. Elas viviam exclusivamente  sob a tutela do pai, depois passavam a ser propriedade do marido, devendo comportar-se como santas. Viviam reclusas em casa, dedicando-se apenas à família. 

Mas em muitas coisas, ressalva a  autora,  a vida de algumas sinhás  do século XVIII lembra  a de uma mulher do século XXI,  como a fixação por um corpo trabalhado artificialmente para projetar seios e nádegas,  o uso de cremes para clarear a pele e  a  paixão por botinhas de salto.

Por tudo isso, diz, “vale a pena conhecer  os caminhos que as mulheres trilharam, pois para que o século XXI  seja delas, de todas elas, é preciso compreender  os passos dados, corrigir rotas, sair de si próprio e  pensar no coletivo.”

Ao falar sobre os atuais conflitos femininos, diz mais a  autora em seu livro: “as mulheres  do século XXI  são feitas de rupturas e permanências. As rupturas empurram-nas  para  a  frente  e as ajudam a expandir  todas as possibilidades, a  se fortalecer e  a conquistar. As permanências, por outro lado, apontam fragilidades. Criadas em um mundo patriarcal e  machista,  não conseguem se enxergar fora do foco masculino. Vivem pelo olhar do homem, do “outro.” Independentes, querem uma única coisa:   encontrar um príncipe encantado.  Tem filhos,  mas se sentem culpadas por deixá-los em casa. Em casa,  querem sair para trabalhar.  Se cheinhas,  querem emagrecer. Se magras, desejam seios, nádegas e o que tiverem direito.... em silicone. Desejam o real e o sonho, de mãos dadas. São várias mulheres em uma.   Buscar o próprio rosto  entre tantos outros é o desafio. Mas o maior desafio mesmo é mostrar que elas podem ter um rosto só.”

Nascida no Rio de Janeiro no ano de 1952, Mary del Priore recebeu dezenas de prêmios em sua carreira, com destaque para o Prêmio Casa Grande  & Senzala, pela Fundação Joaquim Nabuco, e o Prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro. Escreveu também biografias, como a  da condessa de Barral, paixão de Dom Pedro II. Destaca-se como um sucesso de vendas e também por abordar temas  que aguçam a curiosidade das pessoas. Entre outros fenômenos editoriais, estão “História da Criança no Brasil,”  “História das Mulheres no Brasil,”  “História do Amor no Brasil”  e “O Príncipe  Maldito.”  Em 2010,  chamou muito a  atenção com “Histórias íntimas: sexualidade e  erotismo na história do Brasil.”

Trecho:
“Xô    Barbies,   próteses,   anabolizantes,  anoréxicas e oxigenadas! Abaixo a insistência em fabricar mulheres sem marcas  nem diferenças capazes de individualizá-las. Num país onde são tantas as variáveis  corporais,  onde graças e desgraças  são distribuídas de acordo com as diferentes heranças biológicas e sociais,  a imposição de um modelo “perua” importada só é bom quando se trata de veículo  de passeio sobre quatro rodas.”
(página 233)
    
JORNADA ESPIRITUAL  
Em seu livro “Viagens místicas” (Editora Sextante, 144 páginas, R$ 36,90), Pedro Siqueira leva o leitor por uma jornada espiritual  e  se dispõe a fortalecer a fé, mostrando que eventos sobrenaturais não estão reservados apenas a algumas pessoas mas que todos poder ter  contato íntimo com os seres celestiais.  O livro  reúne relatos de viagens  com milagres que presenciou. É autor também de “Todo mundo tem um anjo da guarda” e “Você pode falar com Deus.”

CASA VIDA   
“Amor à maneira de Deus” (Editora Planeta, 160 páginas, R$ 42,90), obra do padre Júlio Lancellotti,  apresenta uma visão teológica de Deus,  a partir de experiências pessoais do religioso,  principalmente em seu trabalho na Casa Vida,  entidade beneficente  criada por ele na década de 1990 que atende  crianças abandonadas  portadoras do vírus HIV. Lancellotti  também discute temas  como os direitos humanos e as injustiças  para com as mulheres. 

Leituras:
“...Ao    encerrar-se    o   cerimonial de mais um Sete de Setembro em Porto Alegre (RS),  João Carlos Paixão Cortes  e Luis Carlos Barbosa Lessa,  dentre outros jovens  estudantes do Colégio Júlio de Castilhos,  tomam uma centelha  do Fogo Simbólico da Pira da Pátria e a transferem a  cavalo para um candeeiro  crioulo  erguido  defronte  ao Monumento Bento Gonçalves. Nesse ato, foi criada  e instituída  a chama crioula do tradicionalismo gaúcho.”
(Cachoeirense Otávio Peixoto de Melo, em “Tropeando datas,” página 41).

Destaques:
O PRIMEIRO DIA 

\
Autor: Marc Levy              

Francês, o autor nasceu em 1961  e aos 37 anos, empresário de sucesso no ramo de computação gráfica e  arquitetura,  teve a ideia de escrever uma história com o intuito único  de que seu filho a  lesse quando chegasse à idade adulta. O livro resultante, “E se fosse verdade?,” foi um grande sucesso, lançando sua carreira de escritor.  Hoje, com mais de   23 milhões de livros vendidos, é publicado em 42 línguas. Segundo a “Paris Match,” “ao longo dos anos, Marc Levy vem seduzindo  milhões de leitores,  porque escreve  sobre temas essenciais, tais como o amor, a  amizade e os mistérios da vida, de uma forma envolvente.”
Editora Suma de Letras. 365  páginas.  R$ 39,90.
              
ELA QUER TE ENCONTRAR E TE FAZER FELIZ   

\
Autor: Ed Fischer                       

Romance de estreia  deste  autor,  cujo nome verdadeiro é Edvander Araújo  Nepomuceno,   nascido em Vila Velha, Espírito Santo, em  1976.  Estudante de Filosofia e com participação ativa  nas atividades da Igreja Católica, fala sobre religiosidade em seus trabalhos literários. Este livro leva à reflexão  sobre uma das questões mais significativas  do homem: como alcançar a  felicidade. 
Editora Novo Século. 175  páginas. R$ 19,90.           

(As obras apontadas  no Blog dos Livros  podem ser encontradas   junto à Livraria Coralina, na Rua 7  de Setembro, 578,  Cachoeira do Sul) 

03/09/21 às 09h00 Blog dos Livros

DILEMAS DE UMA FAMÍLIA

27/08/21 às 09h00 Blog dos Livros

UMA VIDA EXTRAORDINÁRIA

20/08/21 às 09h00 Blog dos Livros

ILUMINAÇÃO ESPIRITUAL

13/08/21 às 09h40 Blog dos Livros

O MITO DA TELEVISÃO