PELA ABOLIÇÃO DAS MULHERES

01/10/21 às 08h40



Com    uma    narrativa extraordinariamente convincente,  “As agitadoras” (Editora Principis, 415 páginas, R$ 34,90),  de autoria de Dorothy  Wickenden,  conta a história de três mulheres, três cúmplices  improváveis  na busca pela abolição e pelos direitos das mulheres. 

São   elas:   Frances  Seward,  Harriet Tubman e Martha  Wright. Tubman era uma escrava fugitiva analfabeta, Wright era uma mãe “quaker” de classe média de sete filhos, e  Seward era a esposa aristocrática e  a consciência  moral de seu marido, William H. Seward, que atuou como secretário de Estado de Lincoln.  As três se recusaram  a cumprir as leis que negavam a  elas os direitos garantidos  aos homens brancos, e  se apoiaram mutuamente  enquanto trabalhavam para acabar  com a  escravidão e  garantir  a cidadania  plena para negros e mulheres americanos. 

A história   começa   quando   Tubman   ainda é escrava e Seward  e Wright são jovens mulheres  que se opõem  a  seus papéis tradicionais. Termina décadas  mais tarde, depois que os filhos de Wright  e Seward –e a própria Tubman- participaram  de três dos confrontos decisivos da Guerra Civil.  

Por meio dos relatos sarcásticos  e   angustiados dos protagonistas, reconstruídos a partir de suas cartas, diários e aparições públicas,  emergem  os debates mais explosivos  da época e  retratos  de homens e mulheres cujos caminhos elas cruzaram. 

A    autora    Dorothy    Wickenden    é  editora Executiva da “The New Yorker” e uma das mulheres mais influentes do jornalismo americano. 

Trecho:
“Entre uma convenção e outra, Martha cumpria um dos deveres  de que menos gostava, colher assinaturas  para petições de sufrágio, uma marcha desanimadora de casa em casa em que as pessoas, normalmente, batiam com a porta antes de ouvi-la. Um homem,  um médico, a deixou entrar,  mas se negou a  assinar, dizendo que as mulheres nunca ficariam satisfeitas. Quando menos se esperasse, elas estariam pleiteando ser senadoras e chanceleres. Martha, a mulher que os vizinhos   sempre consideraram  perigosa, respondeu que as mulheres  certamente reivindicavam, além do direito ao voto, o direito a  serem votadas, e que o médico certamente  seria capaz de pensar  em algumas mulheres  cuja competência  para esses cargos se igualava à de alguns homens.”
(página 179)
    
700 ANOS DE DANTE   
Para celebrar os 700 anos da morte de Dante Alighieri, o primeiro e maior poeta da língua italiana, que ocorreu no último dia 14  de  setembro,  a Editora Bazar do Tempo lançou “Nove  cartas sobre a Divina Comédia –Navegações sobre a obra clássica de Dante,” escrito pelo  poeta e professor  Marco Lucchesi. O autor  apresenta diferentes aspectos do clássico que encanta o mundo inteiro há sete séculos. 

MIA COUTO NA TERRA NATAL   
Novo livro de Mia Couto,  “O mapeador de ausências” (Companhia das Letras, 288 páginas, R$ 54,90) conta a história de Diogo Santiago, intelectual moçambicano que  volta pela primeira vez em anos à Beira, sua cidade natal,  às vésperas de um ciclone que a  arrasou em 2019. A viagem é um regresso a um passado  longínquo, a sua infância e juventude,  quando Moçambique era uma colônia portuguesa. 

Leituras:
“O mínimo que você pode fazer na sua vida é   descobrir o que espera.  E o máximo que você  pode fazer é viver  dentro dessa esperança. Não admirá-la de longe, mas viver bem  dentro dela,  debaixo do seu teto.”
(Barbara Kingsolver,  escritora americana, traduzida para mais de vinte idiomas, com vasta premiação literária, autora de livros, como “A lacuna,” “A Bíblia envenenada,” e “Verão pródigo.”

Destaques:
HORAS DECISIVAS    
   

\
Autores: Michael J. Tougias e Casey Sherman               

O livro é resultado  de  extensa  pesquisa de dois autores que  uniram forças para escrever sobre um dos resgates marítimos  mais extraordinários  da história. Foi em 18  de  fevereiro de 1952,  quando um petroleiro se rompeu ao meio, numa das mais aterrorizantes tempestades de inverno da costa norte-americana. A história inspirou também uma  superprodução  da Disney, estrelada por Chris Pine. 
Editora Única. 154  páginas.  R$ 25,00. 
        
O DESFILE DE PÁSCOA      

\
Autor:  Richard Yates                        

Conta a história das irmãs Sarah e Emily e suas tempestuosas trajetórias. Sarah  se casa com um jovem que parece o marido ideal e Emily  prefere a vida independente   e  segue um caminho mais arriscado. Considerado um dos grandes escritores americanos do século XX, Yates escreveu sete romances e duas coletâneas de contos. “Foi apenas um sonho,” um de seus livros de maior sucesso,   ganhou uma adaptação para o cinema, dirigida por Sam Mendes. 
Editora Alfaguara.221 páginas. R$ 29,90.            

(As obras apontadas  no Blog dos Livros  podem ser encontradas   junto à Livraria Coralina, na Rua 7  de Setembro, 578,  Cachoeira do Sul)                
          

22/10/21 às 09h20

O MARQUÊS DE JULIA QUINN

15/10/21 às 08h15

RELATOS DA PANDEMIA

08/10/21 às 08h40

EMAGRECENDO JUNTOS

24/09/21 às 08h20

UM RETRATO SENSÍVEL

17/09/21 às 08h50

UM TALENTO DA MÚSICA

10/09/21 às 08h40

PARA MULHERES

03/09/21 às 09h00

DILEMAS DE UMA FAMÍLIA

27/08/21 às 09h00

UMA VIDA EXTRAORDINÁRIA

20/08/21 às 09h00

ILUMINAÇÃO ESPIRITUAL

13/08/21 às 09h40

O MITO DA TELEVISÃO

06/08/21 às 09h00

UM FAROESTE MODERNO

30/07/21 às 08h50

O ANJO MUSICAL