Blog Do Mistério

A Teiniaguá

15/09/2022 09:03 - por Gisele Wommer

Vem de Quaraí uma das lendas mais misteriosas do Rio Grande do Sul. O místico Cerro do Jarau divide-se entre Brasil e Uruguai e esconde a história de uma princesa encantada, que até hoje realiza pedidos amorosos daqueles que visitam seu reduto mágico.

Quem cresceu em solo gaúcho certamente já ouviu falar na Salamanca do Jarau, ou Teiniaguá. Várias são as versões existentes para a lenda, a principal conta que uma princesa moura veio parar na região fugida, quando seu reino foi perdido para espanhóis. Um pacto com o diabo haveria dado a princesa poderes sobrenaturais, entre eles o de se transformar em uma espécie de réptil que no lugar da cabeça teria uma joia vermelha de incalculável valor. Seu reduto era o Cerro do Jarau, cujas maldições eram conhecidas por toda a região. 

Certa feita um sacristão assolado pelo calor dos pampas em um dia de verão, procurou a lagoa do Jarau para se refrescar. Para sua surpresa a água fervia ainda mais do que a terra e estava em uma estranha tonalidade vermelha. O sacristão viu o réptil misterioso no fundo da lagoa e o aprisionou em uma guampa que usava como recipiente.

Na noite ele abriu a guampa em sua cela, e a Teiniaguá transformou-se em uma belíssima e sedutora mulher. Ela pediu ao sacristão que lhe desse vinho e ele não negou, sobre os encantos da moça, repetiu o ritual de servi-la da bebida todas as noites. Até que os demais padres começaram a desconfiar, seguiram o sacristão e o flagraram em companhia da mais bela das criaturas. 

Rapidamente, a Teiniaguá se transformou em réptil e fugiu para as barrancas do Rio Uruguai enquanto o sacristão foi preso e condenado à morte. No dia da execução ela utilizou de magia para salvar o seu amado e refugiou-se com ele em uma furna no Cerro do Jarau, inacessível aos homens, protegida por sua magia. 

Conta a lenda que da união dos dois teriam nasceram os primeiros gaúchos deste solo. E que até os dias de hoje, ela utiliza de sua magia para ajudar os apaixonados que a procuram pelas bandas de Quaraí.

Curiosidade: A lenda da Teiniaguá foi relatada nos Contos Gauchescos de Simões Lopes Neto e também na saga O tempo e o vento, de Érico Veríssimo.

“Lá no cerro tudo o que é pedido em nome do amor é alcançado ou fortalecido. ” João Antunes.