Blog Do Mistério

O diamante amaldiçoado da rainha

29/09/2022 08:45 - por Gisele Wommer

Após o falecimento da rainha Elizabeth II o diamante Koh-i-Noor passou a ser um dos assuntos mais pesquisados na internet. Não é com frequência que a família real expõe a joia, que inclusive não era vista pelo público desde o enterro da rainha-mãe, em 2002. A joia agora pertencerá a rainha consorte Camila, nora de Elizabeth II.

O assunto veio à tona por vários motivos: primeiro porque os indianos se dizem os verdadeiros donos da joia, e estão reivindicando que ela seja devolvida, e também porque a história do diamante envolve muitas lendas e uma maldição antiga.

Dizem que é o diamante mais antigo que se tem registro na história da humanidade e possui um valor incalculável. Seu registro data de 1304, mencionado nos escritos do extinto império Mongol. Após os mongóis, o diamante foi vendido para os persas, afegãos e por fim para os indianos, de onde se tem a crença de que a joia chegou a estar encrustada no trono de Xá Jehan, que mandou construir o Taj Mahal. Foi por volta de 1850, quando o reino unido passou a exercer soberania sobre à Índia que, a rainha Vitória foi presenteada com o diamante. A joia está em posse dos britânicos desde então, mas com muitos pedidos de devolução de indianos e afegãos.

Os britânicos alegam, além do fato da joia ter sido doada à rainha, que a competição entre os dois países por sua posse torna impossível afirmar quem de fato tem direito sobre a peça. E nem mesmo cogitam em tirá-la da Inglaterra. O caso já foi inclusive parar nos tribunais, que deram ganho de causa à coroa britânica. A gema foi anexada à coroa da rainha consorte Elizabeth I para a coroação do rei Jorge VI e agora pertencerá à futura rainha Camila.

Além de tanta explicação, há uma lenda que todos os homens que possuíram o diamante acabaram morrendo tragicamente. Com comprovações de casos históricos, a peça levaria à ruína aqueles que a portavam e seguidamente à morte dramática. Mas a maldição jamais acometeu as mulheres. Pode ser coincidência ou não o fato de que a família real britânica nunca deixou a joia em posse dos homens. Antes mesmo de morrer, Elizabeth já teria recomendado que Camila deveria usar a coroa, sendo Kate Middleton a sua sucessora.

O fato é que continua sendo desaconselhável que os homens façam uso da joia. O jeito é observar, leitor, se a futura rainha Camila estará com o diamante amaldiçoado em sua coroação prevista para 2023.

Curiosidade: O diamante Koh-i-Noor é considerado um dos maiores do mundo.

“Aquele que possuir este diamante reinará sobre o mundo, mas também conhecerá todos os seus infortúnios.” Livro hindu.

17/11/2022 09:06

Os médicos da peste

03/11/2022 13:22

Um passeio por SeteAlém

27/10/2022 09:09

Em tempos de Halloween

20/10/2022 08:33

O cavaleiro sem cabeça

06/10/2022 09:29

O boneco do Fofão

22/09/2022 09:09

A carroça sem cavalo

15/09/2022 09:03

A Teiniaguá

08/09/2022 13:30

O Holandês Voador