Lei Divina ou Natural

06/06/22 às 09h10 - por Eleni Maria Machado



A lei natural é a lei de Deus. É a única e verdadeira lei para a felicidade do homem. Indica-lhe o que deve fazer ou deixar de fazer, e ele só é infeliz quando dela se afasta. É eterna, perfeita e imutável como o próprio Deus. A harmonia que reina no universo material, como no universo moral, se funda em leis estabelecidas por Deus desde toda a eternidade.

Todas as leis da natureza são leis divinas, pois Deus é o autor de tudo. O cientista estuda as leis da matéria, o homem de bem estuda e pratica as leis da alma.

Entre as leis divinas, umas regulam o movimento e as relações da matéria bruta: as leis físicas, cujo estudo pertence ao domínio da ciência. As outras dizem respeito especialmente ao homem, considerado em si mesmo e nas suas relações com Deus e com seus semelhantes. Contêm as regras da vida do corpo, bem como as da vida da alma: são as leis morais.


Conhecimento da lei natural

A todos os homens facultou Deus os meios de conhecerem sua lei? “Todos podem conhecê-la, mas nem todos a compreendem. Os homens de bem e os que se decidem a investigá-la são os que melhor a compreendem. Todos, entretanto, a compreenderão um dia, porquanto forçoso é que o progresso se efetue.”

Onde está escrita a lei de Deus? “Na consciência”. Mesmo trazendo o homem a lei de Deus em sua consciência, este a esquece e despreza, motivo pelo qual Deus quis que lhe fosse revelada e lembrada.
Deus confiou a certos homens a missão de revelarem a sua lei. “Em todos os tempos houve homens que tiveram essa missão. São Espíritos superiores, que encarnam com o fim de fazer progredir a humanidade”.

“O verdadeiro profeta é um homem de bem inspirado por Deus. Podeis reconhecê-lo pelas suas palavras e pelos seus atos. Impossível é que Deus se sirva da boca do mentiroso para ensinar a verdade”.

Jesus: modelo e guia

Qual o tipo mais perfeito que Deus já ofereceu ao homem para lhe servir de guia e modelo? “Jesus”. Para o homem, Jesus constitui o tipo da perfeição moral a que a humanidade pode aspirar na Terra. Deus lhe oferece como o mais perfeito modelo, e a doutrina de amor e caridade que ensinou é a expressão mais pura da lei do Senhor, porque o espírito divino o animava e porque foi o ser mais puro de quantos têm aparecido na Terra.

Entender Jesus como guia dos homens não nos parece difícil, uma vez que, durante sua vida na Terra, demonstrou sempre, no seu viver e nos seus ensinos, que veio
para indicar aos homens, o roteiro para o desenvolvimento moral. Ao declarar: “Sede perfeitos…” deixou claro que todos os homens podem aperfeiçoar-se, pois ele falava
para toda a humanidade.

Guia, pois nos ensinou o caminho. Ao nascer, trouxe aos homens o conhecimento da lei maior, a lei do amor, sentimento existente no íntimo de todos e cume do desenvolvimento intelectual e moral de todos. Seus ensinos brilham no mundo tal qual farol gigantesco indicando o verdadeiro caminho para a paz e para a felicidade.

Os Espíritos continuam nascendo na Terra, retornando ao plano espiritual, renascendo de novo e, sempre, por maneiras e canais diferentes, são sempre convidados ao: “Amai, pois, os vossos inimigos, fazei bem…”, “Amai-vos uns aos outros…”, “Perdoai não sete vezes, mas setenta vezes sete vezes”, embora o orgulho e o egoísmo os impeçam ainda de compreender.

(O Livro dos Espíritos - Parte terceira, capítulo 1 - Das Leis Divinas ou Naturais)

22/06/22 às 10h15

Lei de adoração

13/06/22 às 10h48

São chegados os tempos

23/05/22 às 09h10

O jugo leve

16/05/22 às 08h58

Lei de evolução

09/05/22 às 08h50

A vida e a morte

02/05/22 às 09h00

Mundo normal primitivo