Blog dos Espíritos

Recomeçar vale a pena

25/09/2023 09:26 - por Rosane Sacilotto

Nas últimas semanas, com a campanha de valorização da vida trazida pela Federação Espírita do Rio Grande do Sul (Fergs), elaborada para o Setembro Amarelo, vimos aqui que o VIVER, ACREDITAR e PERDOAR sempre valem a pena, e encerrando essa importante etapa, completamos este ciclo com o TENTAR DE NOVO e RECOMEÇAR.

Podemos dizer que a nossa vida é um recomeço contínuo. Todos os dias somos chamados a recomeçar, sem que a gente se dê conta disto. A escrever novamente mais uma página da nossa existência. Porém, quando a dor e o desespero nos batem à porta, ficamos meio desatinados, nossas reações ficam confusas, queremos que tudo passe logo e até mesmo queremos fugir da vida, não enxergamos saídas e chances de melhorar.

Através da psicografia de Divaldo Franco, Joanna de Ângelis nos fornece importante lição: “Sempre há que se começar a viver de novo.  Uma decepção que parece matar as aspirações superiores; um insucesso que se afigura como um desastre total; um ser querido que morreu e deixou uma lacuna impreenchível; uma enfermidade cruel que esfacelou as resistências; um vício que, por pouco, não conduziu à loucura; um prejuízo financeiro que anulou todas as futuras aparentes possibilidades; uma traição que poderia ter-te levado ao suicídio, são apenas motivos para recomeçar de novo e nunca para se desistir de lutar.

Não houvesse esses fenômenos negativos na convivência humana, no atual estágio de desenvolvimento das criaturas, e os estímulos para o progresso e a libertação seriam menores”.

Ainda é difícil entendermos que fazem parte do nosso estágio evolutivo, que esses fenômenos tão negativos são consequências ou ressarcimentos de débitos conquistados por nós mesmos em algum momento de nossas vidas, que na maioria das vezes são da atual encarnação. Precisamos entender que a vida funciona dentro das Leis de Deus, que nos criou para a perfeição relativa. Mas como na natureza a evolução não dá saltos, seguimos aprendendo constantemente. 

Muitas vezes nos comportamos na escola da vida como aqueles alunos teimosos, que aproveitam pouco ou mal a inteligência que têm. Aí são reprovados. Nós também, quando não aprendemos as lições, precisamos refazer. Se assim não fosse, com certeza seríamos mais despreocupados do que somos com a nossa vida. Nós sempre seremos herdeiros de nós mesmos, sempre teremos que aprender aquilo que não fizemos corretamente.

Sabemos que diante de qualquer situação de dor, de desespero, temos um tempo para digerir, é o nosso luto. Mas isto não pode durar uma vida inteira. Nós temos mecanismos de começar a mudar a situação, sendo o primeiro de todos a oração sincera, que ainda não compreendemos sua real capacidade. Poderemos nos cercar de pessoas amigas, buscar ajuda nas diversas terapias existentes, consolo nos serviços de ajuda. O que não podemos é permitir que o problema acabe conosco.

Podemos entender que recomeçar é refazer onde não logramos sucesso, ou reconstruir algo que não necessariamente destruímos, no entanto, nos afeta diretamente a existência. Não importa a causa que nos traz a necessidade do recomeço, todo recomeçar é convite a resignação e ao trabalho.

Pela mediunidade devotada de Chico Xavier, o Espírito Emmanuel nos deixou a seguinte mensagem: “Janeiro a Janeiro, renova-se o ano, oferecendo novo ciclo ao trabalho. É como se tudo estivesse a dizer: Se quiseres, podes recomeçar. Disse, porém, o Divino Amigo que ninguém aproveita remendo novo em pano velho.

Desse modo, desfaze-te do imprestável. Desvencilha-te do inútil. Esquece os enganos que te assaltaram. Deita fora as aflições improfícuas. Recomecemos, pois, qualquer esforço com firmeza, lembrando-nos, todavia, de que tudo volta, menos a oportunidade esquecida, que será sempre uma perda real”.

E na certeza de que nada acontece sem a permissão de Deus e que tudo tem uma razão, que pode ser explicada nesta ou em existências anteriores, que possamos sempre recomeçar e seguir em frente, dando cada dia um novo passo no rumo da evolução e da felicidade a que todos nós estamos destinados.

KARDEC, Allan – “O Evangelho Segundo o Espiritismo”;
FRANCO, Divaldo Pereira – Joanna de Ângelis – “Filho de Deus”;
XAVIER, Francisco Cândido – Emmanuel – “Palavras de vida eterna”;
Federação Espírita do Rio Grande do Sul – material de divulgação pela valorização da vida.

Faça seu login para comentar!
15/07/2024 09:24

Desigualdade das riquezas

08/07/2024 09:24

A prece

17/06/2024 09:07

Provas e expiações

10/06/2024 08:43

Ansiedade, fé e espiritismo

03/06/2024 09:21

A felicidade

27/05/2024 09:26

Perdoar setenta vezes sete

06/05/2024 10:15

A fé e a caridade

29/04/2024 09:50

Esquecimento do passado